Buscar

Setor de serviços e turismo tem novo aquecimento econômico.

Nesta semana, a pesquisa mensal do IBGE apontou que o setor de serviços (incluindo o turismo) avançou 1,2% em Maio. Com o resultado, pela segunda vez no ano ele superou o nível em que se encontrava antes da pandemia. Acumulando o resultado positivo de Abril e Maio a alta soma 2,5%.


Contudo, os resultados ainda não foram suficientes para recuperar a retração de Março. O atraso dos índices ainda tem relação direta com com o agravamento da pandemia no país no mês de Março, onde foram implementadas maiores medidas de restrição nos estados e municípios que acabaram tirando um pouco do "impulso" do mercado.


Turismo

O índice de atividades turísticas subiu 18,2% em comparação a Abril, sendo a segunda taxa positiva consecutiva para o segmento.


Transporte aéreo

O transporte aéreo cresceu 60,7% em Maio, segundo o gerente da pesquisa Rodrigo Lobo, o aumento da procura tem muito a ver com a queda de preço nas passagens aéreas, além do aumento da demanda pelo serviço.


Nos próximos meses a tendência é de que os índices fiquem ainda maiores, já que várias pesquisas recentes apontam alto movimento para as férias de Julho, incluindo a Serra Gaúcha como o principal destino do Brasil.


Como é realizada a pesquisa

Segundo o IBGE, o estudo produz alguns indicadores que permitem acompanhar o comportamento conjugal do setor de serviços no país. Ele investiga a receita bruta de serviços nas empresas formalmente constituídas, com 20 ou mais pessoas ocupadas, que desempenham como principal atividade um serviço não financeiro, excluídas as áreas de saúde e educação.

5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo