O RS tem turismo para todos os tipos de investidores

Por vários motivos, o Rio Grande do Sul é considerado um dos estados mais privilegiados do Brasil. Entre eles, está a diversidade no clima, nas paisagens e nas experiências que podem ser vividas por aqui. É possível investir em hotelaria, gastronomia e turismo de natureza, entre outros segmentos, tanto em lugares frios quanto quentes. Dá para atrair tanto os turistas que curtem calor no Litoral e quanto os que preferem frio na Serra. Aventureiros ou apreciadores de luxo. No Rio Grande do Sul, o retorno do investimento em turismo é praticamente certo, e a retomada pós pandemia já está acontecendo. Confira as regiões que podem receber o seu negócio e preste atenção a um detalhe: você não precisa decidir sozinho e se arriscar. O Prospera RS conhece o Estado e oferece consultoria sobre que tipo de negócio colocar, onde e de que forma. Conheça um pouco mais sobre cada opção e fale conosco para se aprofundar.

Cânions

Os cânions Fortaleza dos Vales e Itaimbezinho são frequentados por turistas que querem apenas curtir a paisagem e também por quem se aventura pelas trilhas. Localizados em Cambará do Sul, são visitados por pessoas de todo o país.

Serra

A Serra Gaúcha é composta por diversos municípios, e o turismo é uma atividade forte em grande parte deles. A região já está consolidada com um dos principais roteiros turísticos do Brasil e tem alto movimento de visitantes, mesmo em períodos de baixa temporada.

Mar

A faixa litorânea gaúcha é extensa e diversificada. No Sul, a Praia do Cassino tem o recorde de mais extensa do mundo, com 254 km. No Norte, Torres atrai veranistas também pelas paisagens naturais, além das praias convidativas. Entre elas, há Capão de Canoa e Tramandaí, duas praias que ficam praticamente lotadas durante o verão, o que impulsiona negócios comerciais, gastronômicos, de lazer e de hospedagem.

Pampa

O pampa é uma paisagem característica do Rio Grande do Sul e ocupa 63% do território do Estado. Atrai visitantes em busca em lindas fotografias e bons vinhos produzidos na região da Campanha.


Vinícolas

O vinho é tão forte no Rio Grande do Sul, que tem inclusive uma região dedicada ele. Em Bento Gonçalves, fica o Vale dos Vinhedos, um roteiro turístico com mais de 30 produtores de vinhos finos e derivados de uva e 450 mil visitantes por ano. Com um terroir único, foi a primeira região do Brasil a receber o reconhecimento de Indicação Geográfica. O roteiro está permanentemente aberto e recebe visitantes em todos os meses do ano.

Frio

Muitos turistas viajam ao Rio Grande do Sul focados em viver as delícias do inverno. Investir em regiões com baixas temperaturas, como as Serra e Hortênsias, é uma escolha certeira. O inverno coincide com as férias de julho e transforma essa época do ano em alta temporada nas cidades de Gramado, Canela, Nova Petrópolis e Bento Gonçalves, entre outras. Se houver previsão de neve, o movimento aumenta ainda mais, e os visitantes lotam restaurantes, hotéis, cafés e lugares com paisagens instagramáveis.

35 visualizações0 comentário
Patrocínio:
Banrisul Vertical_colorazul.png
selo-120-anos-sicredi-pioneira-2022-01.png
logo-Sicredi-Serrana-2.png